post title
  • 21/07/2017 11:30

Use o colesterol a seu favor

Muitas pessoas sofrem com problemas de sobrepeso e obesidade, que são alguns dos principais motivos para o aumento do índice do colesterol. Porém, ao contrário do que muita gente pensa, essa gordura não é totalmente ruim.

O colesterol é necessário para algumas funções do organismo, como a produção de alguns hormôniose ácidos biliares. Ele também facilita a entrada de nutrientes na célula e a saída de substâncias que devem ser liberadas pelo organismo. O problema está no excesso. As principais lipoproteínas são o HDL (conhecido como o bom colesterol), o LDL (denominado como o mau colesterol) e o VLDL.

Mas, logicamente, o excesso dessa gordura não é nada positiva. Quando em grandes quantidades, ajuda a desencadear outras enfermidades, principalmente as cardíacas. Algumas pessoas produzem mais colesterol ruim e, por isso, estão propensas a terem problemas cardíacos. Nestes casos, existem medicamentos que inibem a produção deste tipo de colesterol. Mas, conforme ele mesmo declara, o importante é conseguir manter uma boa alimentação e praticar atividades físicasregularmente, o que ajuda a aumentar o nível de colesterol bom e evitar o ruim.

 

Mantenha os exames laboratoriais em dia

Segundo o médico, é de extrema importância que a pessoa mantenha todos os seus exames que identificam os níveis dos colesterois atualizados. Conforme ele mesmo diz, é recomendado que todas as pessoas façam essas avaliações pelo menos uma vez ao ano. O ideal é manter o LDL abaixo de 100 mg/dl, mas cabe uma análise dos resultados por parte do médico que esteja acompanhando o paciente. Apenas ele poderá definir se ele é de baixo, médio ou alto risco para doenças cardiovasculares que, muitas vezes, não apresentam sintomas e, por isso, é fundamental o diagnóstico precoce por meio de exames de sangue.

Antes de se realizar essa verificação, é importante manter um jejum pelo período de 12 a 14 horas. Recomenda-se também que a pessoa não altere sua dieta habitual para que não tenha variações expressivas de peso nas duas semanas que antecedem o exame. Para que os resultados sejam comparáveis, o indivíduo não deve sair totalmente de sua rotina diária.

É recomendado que atividades que exijam muito do corpo sejam evitadas nas 24 horas que precedem a coleta. Bebidas alcoólicas também devem ser evitadas nas 72 horas anteriores. Esse conjunto de precauções ajudará a tornar os resultados mais confiáveis.

Como aumentar o “colesterol bom” e diminuir o “colesterol ruim”

Mudança do estilo de vida, incluindo uma dieta equilibrada, exercícios físicos aeróbicos (como a caminhada, corrida ou ciclismo, de três a seis vezes por semana, por 40 minutos), abstenção do fumoe perda de peso. Para o médico, essas são as principais atitudes que ajudam a combater a obesidadee diminuir, consequentemente, o colesterol ruim.

As gorduras insaturadas encontradas no azeite de oliva, óleo de canola, azeitonas, abacate, castanha, nozes e amêndoas ajudam a reduzir o colesterol total, sem diminuir o ‘colesterol bom’, sendo importante que haja uma diminuição no consumo das gorduras existentes, por exemplo, nas carnes gordurosas, leites e derivados, polpa de coco e óleo de dendê.

Fique sempre atento à alimentação para não prejudicar sua saúde!

 

 

Fonte: http://www.suacorrida.com.br